19.6.10

Saramago morreu, agora quem manda sou eu!

Ele escrevia
escrevia, escrevia
quanto mais escrevia
mais queria escrever

Foi para Espanha
Espanhar os ares
tendo como pilar
uma tal de Pilar

Por lá ficou
não sei bem se meses ou anos
ou talvez fosse apenas uma Caminhada de Elefante

Fez nascer um evangelho
e, Levantado do Chão, Caim surgiu,
reclamando direitos de autor

Quem não achou piada
foi Fátima
que mais tarde se veio revelar
mandando tiros para o ar
onde um deles acabou por acertar em alguém

O Homem partiu
não a perna nem o baço
mas partiu para as suas Intermitências
fugindo à estrada principal da Cova de Sta. Íria

Comunista de fé
viciado em palavras
nobel em palavras cruzadas
nunca soube o que era o Spam

O escritor morreu
levando consigo o homem
deixando a mulher com tudo
inclusive os Danacol
e os postais do Fidel na Serra Leoa

Precisa-se de novos talentos
de preferência de baixa estatura
e que ignorem que um tal Lobo Antunes existe

Enfim, o Sara\mago morreu
e agora,
quem manda aqui
SOU EU!

2 comentários:

  1. Um poema parecendo brincadeira...tem muito nas entrelinhas...gostei.

    Beijinhos
    Sonhadora

    ResponderEliminar