17.3.11

Os sonhos de Arthur (Conto Infantil para Peça teatral)


Essa história aconteceu porque Arthur com 4 anos e todos seus amigos, as crianças, têm muita imaginação!
E senão fosse por isso... Não teríamos os desenhos animados, as histórias em quadrinhos, os super-heróis e as fantasias de carnaval...
Tudo começou quando Arthur e seu pai colaram um lindo avião de brinquedo.
A coleção de aeromodelismo já existia empoeirada nas lembranças do pai dele como um Hobby do passado, mas acabaram por influenciar muito o Arthur, claro!
E montaram assim o BlackBird um Super jato bimotor, que seu pai guardou na estante junto com outros de sua coleção.
Foi daí que Arthur, não parou mais de desejar ser piloto de aviões.
Ele tinha uma irmã, a Malu, e ela era diferente dele, e tinha uma linda e bela coleção de bonecas.
Malu era a irmã mais velha, e não deixava de recolocar as bonecas muito bem vestidas, cada uma em seu devido lugar na estante. Ela tinha muito carinho com seus brinquedos.
Na casa de Arthur essa qualidade era bem notada, todos cuidavam de seus brinquedos.
Mas Arthur estava muito entusiasmado com essa idéia de pilotar um avião e foi daí que a magia começou a florescer no seu quarto, mesmo sem ele perceber.
Arthur começou a sonhar acordado.
E mesmo antes de deitar e colocar o seu avião especial em um lugar de destaque na estante, no meio de tantas bonecas de sua irmã mais velha, a idéia de ser aviador e piloto, não saía de sua cabeça.
Ele gostava de imaginar como seria a sua vida quando isso acontecesse...
Mas toda a noite enquanto ele dormia, as coisas ficavam diferentes...
É que o sonho de Arthur estava trazendo vida para todos os bonecos do ambiente.
Ele dormia e todos os brinquedos despertavam.
As bonecas, as princesas, os heróis, os carrinhos e o seu avião a jato.
Jogavam bola, brincavam de rodar, pular e viajar de avião.
E brincavam até suarem cansados e enfim até o dia clarear e voltarem de novo a estante.
E como as bonecas e brinquedos, não prestam muita atenção no tempo, num dia distraidamente, esqueceram de voltar a estante.
E quando a mãe de Arthur já o chamava para acordar e ir à escola, foi quando todos os brinquedos e as bonecas voltaram a dormir e Arthur chegou até a perceber um certo movimento!
Contou tudo a sua mãe é claro!
Mas mãe sempre acha que criança sonha acordada!
Deu um beijo carinhoso de bom dia e o levou para o seu café da manhã, com um delicioso suco de laranja e um bom sanduíche com queijo minas.
Mas foi nessa manhã que as bonecas e todos os brinquedos apressados, voltaram correndo de volta a estante e ficaram em lugares bem diferentes que Arthur os tinha colocado...
E foi daí, a partir desse dia, que Arthur começou a reparar que algo acontecia de noite em seu quarto....

Continua amanhã!!!
Gisele Santana (texto de peça teatral)

1 comentário:

  1. Conheça a Campanha contra a Aids deste Carnaval: www.camisinhaeuvou.com.br
    Siga-nos no Twitter e fique por dentro: www.twitter.com/minsaude
    Para mais informações: comunicacao@saude.gov.br ou www.formspring.me/minsaude
    Obrigado,
    Ministério da Saúde

    ResponderEliminar